Personal Trainer Franciele Sezana

Criei esse blog, com uma vontade de mostra a todos a importancia da atividade física, e como ela pode ser prazerosa.
Mudar hábitos, todos sabemos, não é uma tarefa conquistada do dia para noite. Exige comprometimento, persistência, disciplina e jogo de cintura, principalmente, quando falamos de atividade física. Mais isso,só depende de você ! Faça com que as mudanças de hábito transformem a sua vida,principalmente na saúde e bem-estar pessoal !
Sobre o Blog,irei atualizar,se possível, todos os dias,com informações atualizadas. Segue meu blog !

Foi um enorme prazer dividir esse espaço com você!
Um grande beijo e conte comigo !

domingo, 19 de fevereiro de 2017

Desafio 30 dias

Está acontecendo o desafio 30 dias de emagrecimento lá no instagram @nayaracosta.nutri e @fransezana Dicas minhas de exercício diário + dicas nutricionais da Nayara Costa . Siga-nos e não perca nada. No final terá sorteio de suplementos entre as pessoas q usaram a #desafio30diaspersonalfran e nos marcarem Quanto mais usar, mais chance de ganhar. #desafio30diaspersonalfran

Anticoncepcionais X Ganho de Massa Muscular

Anticoncepcionais prejudicam o ganho de massa magra? Infelizmente a resposta é sim! Agora vamos tentar entender um pouco o porquê disso. A função de uma pílula anticoncepcional é inibir a liberação dos ovócitos (óvulos não fecundados) pelos ovários, processo conhecido como ovulação que acontece em média 14 dias antes da menstruação. Esse processo se faz pela liberação de dois hormônios: estrógeno e progesterona . O estrógeno muitas vezes é responsável pelo aumento do apetite e como consequência o ganho de peso , mas não que aja influenciando no ganho direto de peso. A progesterona pode auxiliar na retenção de líquidos e no caso da “pilula do dia seguinte” que é composta de uma grande quantidade de progesterona, pode inclusive prejudicar seu rendimento na academia. Mas vamos ao ponto em que a ação desses hormônios prejudica de forma direta o seu ganho de massa magra. A diferença encontrada entre os grupos de pessoas usuárias e não usuárias de anticoncepcionais orais parece estar relacionada principalmente com a diferença na concentração de hormônios envolvidos no crescimento muscular, bem como os envolvidos na degradação muscular. Mulheres que usam pílulas têm menores níveis de hormônios anabólicos. Como estamos ingerindo algo exógeno (“que vem de fora”), nosso corpo diminui a produção de hormônios endógenos (produzidos pelo corpo). Desta forma, os níveis de estradiol, progesterona e testosterona diminuem e interferem nos níveis de cortisol. Os anticoncepcionais administrados por via oral estimulam a produção pelo fígado de uma proteína chamada Sexual Hormone Binding Globulin (SHBG) ou Globulina Ligadora de Hormônio Sexual e essa se liga de forma muito intensa à testosterona total, diminuindo sua forma livre que é a forma ativa do hormônio. Esta situação ocorre tanto nas usuárias de pílula anticoncepcional, como nas mulheres que fazem reposição hormonal na menopausa, com hormônios tomados via oral. A testosterona é um hormônio esteróide (formado a partir do colesterol) importantíssimo na mulher, mesmo com valores de 20 a 30 vezes menor do que os homens. O declínio deste hormônio (que já é mais baixo nas mulheres) pode gerar um estado de deficiência que se manifesta insidiosamente por diminuição da função sexual, do bem estar, da energia, leva ao catabolismo (perda de massa magra), ganho de gordura e perda de massa óssea. Atualmente, orienta-se as pacientes usuárias de anticoncepcionais orais a dosar pelo menos semestralmente a testosterona total e livre, o SHBG, testosterona biodisponível e o estradiol. Caso os exames revelem alterações, segundo análise de seu médico, as opções são: - Suspender o uso do contraceptivo e/ou utilizar outro método; - Ou o uso de fitoterápicos específicos que podem ajudar a aumentar a testosterona e/ou controlar o SHBG, como a crisina e o saw palmeto junto com algumas alterações na dieta , com enfoque mais em controle do índice de aromatase ( uma enzima que participa de todo esse processo). Por isso, o papel do Nutricionista em todo o processo se faz importante. Hoje se tornou mais comum usar derivados bioidênticos (substâncias hormonais que possuem exatamente a mesma estrutura química e molecular encontrada nos hormônios produzidos no corpo humano), todos sempre com acompanhamento de um medico. Portanto, como vimos, existe uma ligação sim entre o uso de contraceptivos orais e “menor ganho” de massa magra. FONTE: Por Lyvia MendesPor e Dr. Alexandre Ramos (site dieta eterna)

quinta-feira, 26 de janeiro de 2017

Planeje suas refeições

O planejamento é um ferramenta de fundamental importância para todas as áreas de nossa vida, e com a alimentação não poderia ser diferente. Então o desafio já vai começar! Sem uma programação do que comer, ficamos sem rumo e muitas das vezes acabamos por resolver mo momento da fome, na correria do dia a dia escolhemos o que está na nossa frente com mais facilidade. O resultado é que nem sempre fazemos as melhores opções, o que dificulta o nosso objetivo. Então, se sente , com calma, sem fome e planeje, escreva ou digite o que sera sua alimentação de manha, uma previsão do que cada refeição irá conter fará você ter consciência do que comer acima de tudo, ORGANIZE, certifique-se que terá a disponibilidade daqueles alimentos no momento da refeição, isso irá facilitar que você cumpra o máximo o planejado. Ao final do dia relembre tudo que comeu e reveja seus erros e se prepare para um novo amanhecer, pois nosso desafio irá começar.

#desafio30diaspersonalfran

Faltando quase 1 mês para o carnaval eu vou lançar um desafio em 30 dias 💪 #desafio30diaspersonalfran

sábado, 14 de janeiro de 2017

Jejum Intermitente

Jejum Intermitente – O Guia Completo Para Iniciantes Com certeza você já ouviu isso antes, não? Pois é, como nós costumamos dizer aqui no Emagrecendo.info, não existe um único caminho certo para emagrecer, e sim diversos caminhos para a perda de peso. E um desses caminhos envolve pular o café da manhã e não ficar comendo porções de passarinho o dia inteiro. Sim, esse é o caminho do jejum intermitente. Já ouviu falar nele? O Jejum Intermitente (JI) ou intermittent fasting atualmente é um dos temas mais populares no mundo do emagrecimento e da boa forma. As pessoas estão usando o JI para emagrecer, melhorar a saúde e facilitar o dia a dia. Jejum Intermitente (JI) é o nome dado ao estilo de alimentação que alterna períodos de jejum com períodos de alimentação. Aqui não se trata de QUAIS alimentos você deve comer (ao contrário das dietas), mas sim de QUANDO você deve comer. Assim, podemos dizer que o JI não é uma dieta, mas sim um “estilo de alimentação”. Os protocolos mais comuns de jejum intermitente são compostos por jejuns diários de 16 horas, ou jejuns de 24 horas duas vezes por semana. Mas calma. Nós vamos falar disso com detalhes mais à frente. A prática do jejum é algo comum na história dos seres humanos. Além de o jejum fazer parte das principais religiões, (incluindo o cristianismo, islamismo e o budismo), nossos ancestrais não tinham comida disponível o ano todo em supermercados e geladeiras para fazer 3 ou 4 refeições por dia. Até o por isso o JI é uma prática comum entre os adeptos da dieta paleo. Era comum passar por períodos de pouca ou nenhuma comida, e nossos corpos evoluíram para ser capazes de funcionar sem alimentos por longos períodos de tempo. Como o Jejum Intermitente Funciona? Ao jejuar, várias coisas ocorrem dentro das células de seu corpo. Por exemplo, seu corpo altera os níveis hormonais para tornar a gordura armazenada disponível para as células. Falando nas suas células, elas também iniciam processos fundamentais de reparo e recuperação, além de alterar a expressão dos genes (isso é bom!). Abaixo estão algumas das mudanças que ocorrem no seu corpo ao jejuar: Hormônio do Crescimento (HGH): Os níveis de hormônio do crescimento têm um pico, chegando a ficar 5 vezes maiores do que antes. Isso traz grandes benefícios na queima de gordura e no ganho de massa muscular. Insulina: A sensibilidade à insulina melhora e os níveis de insulina no sangue caem dramaticamente. E níveis mais baixos de insulina no corpo permitem que mais gordura armazenada fique disponível para ser queimada (8). Reparos celulares: Em jejum, seu corpo inicia processos de reparo celular, que inclui a autofagia, onde células digerem e removem proteínas velhas e disfuncionais de dentro delas. Essas proteínas velhas podem levar ao surgimento de câncer. Expressão genética: Há mudanças na função dos genes ligados à longevidade e proteção contra doenças (11, 12). Estas mudanças nos níveis hormonais, função celular e expressão genética são responsáveis pelos benefícios do jejum intermitente, que iremos ver com mais detalhes a seguir.

Tenho vontade de urinar nas aulas de Jump, isso é normal?

Tenho vontade de urinar nas aulas de Jump, isso é normal? O Jump tem vários benefícios e um deles é a ''ativação'' do sistema linfático e circulatório do corpo, por isso os diversos comentários que Jump funciona como uma drenagem linfática, pois traz melhores resultados do que os obtidos com as tradicionais massagens corporais. Isso porque a massagem, não provoca a contração voluntária dos músculos, ao contrário do exercício físico que realiza uma contração gerada pelo próprio músculo em atividade. A forma mais conhecida de incentivar a drenagem linfática é a massagem. Por meio da palpação, garante um sentido de compressão na musculatura que atinge os vasos linfáticos, fazendo com que seja gerada uma linha ascendente da linfa por meio dos vasos, o que diminui os índices e acúmulos desta excreção. Já durante os movimentos do Jump, os saltos no mini-trampolim geram uma grande contração dos músculos dos membros inferiores, gerando ao redor dos vasos linfáticos uma compressão capaz de provocar uma curva ascendente muito maior do direcionamento da linfa para a bexiga. Isto explica o desejo em urinar logo após a aula !

domingo, 1 de novembro de 2015

Benefícios da aula de Jump:
- 60 minutos de muita diversão num treinamento coletivo; - aumento da força muscular dos membros inferiores - aumento e melhora da contração de estabilizadores (abdominal e lombar); - gasto calórico de ''até 800 K/cal'' (depende) - melhora da condição cardio vascular; - melhora das habilidades motoras; - aumento da concentração; - aumento do equilíbrio corporal, devido ser uma modalidade também com objetivo proprioceptivo, etc. Prof. Franciele Sezana